Co-processamento

O coprocessamento é uma técnica usada para destruir resíduos industriais, sem a criação de passivos ambientais.

Ao mesmo tempo, é uma forma de substituir matérias-primas e combustíveis fósseis, recuperando energia e materiais que seriam desperdiçados, preservando recursos para gerações futuras.

Essa solução vem sendo cada vez mais usada em todo o mundo e é adotada por países desenvolvidos desde a década de 1970.

Com o intuito de aumentar a oferta de soluções para empresas e também explorar fontes alternativas de energia que por muito tempo foram desperdiçadas, o co-processamento de resíduos utilizando resíduos diversos, extrai o alto poder calorífico dessas matérias-primas e produz combustíveis potentes o bastante para manter os fornos das cimenteiras superaquecidos.

Em todas as etapas da produção do combustível alternativo, que tem como destino final empresas do ramo de fabricação de cimento, o controle é rigoroso. Através de um processo altamente qualificado e rastreado, todas as cargas recebidas são devidamente amostradas e analisadas no laboratório próprio da empresa antes de serem processadas.

A partir dessa avaliação, um complexo sistema produtivo é iniciado, levando-se em consideração as características de cada resíduo, de modo a obter o CDR (combustível derivado de resíduo) de melhor qualidade possível para uso nas fábricas de cimento. Todo o procedimento é minuciosamente acompanhado por análises laboratoriais, o que garante excelência e precisão na destinação dos resíduos e produção do CDR, além de proporcionar absoluta tranquilidade aos clientes.

Processo de produção: